DO SENTIDO DADO AOS PASSOS, AOS PASSOS QUE NOS CONSENTIMOS DAR... JAMAIS OS MESMOS DEPOIS DE TRILHAR O DESERTO BRANCO

17
Set 08

Dado que a fase do tempo seco vai chegar a Macau, há mais de 10 anos que não fazia nenhuma limpeza de pele em local especializado, tenho variadíssimos produtos da melhor qualidade que qualquer dia viram fósseis (porque para a minha pele mista águinha, a humidade de Macau e um cremezito quando tenho paciência - ou remorsos - chegam perfeitamente, digo eu) resolvi portar-me como uma Senhora de 45 anos (que sou) e fazer uma série de tratamentos no Doctor Face.
Tomada a decisão, acertados os detalhes, feito o primeiro tratamento, apresento-me para o segundo.
A Shirley, manager por quem tenho especial simpatia porque adoptou uma cadelinha completamente rafeira da Anima, perguntou-me se queria fazer uma sessão anti-flacidez.
Que sim, por mim tudo bem, percebi que não teria de pagar mais, pois seria suprido o peeling químico; eis que me põem um creme na cara, toda tapada com plástico celofane, só com buraquinhos no nariz.
Agora aguenta meia-hora, porque esse creme tem um efeito anestesiante, uma vez que o tratamento é doloroso.
Mim portuguesa; Shirley chinesa; comunicação em inglês - tudo se esbate...
Primeiro efeito - beiços anestesiados; entre isto e o dentista prefiro o segundo: posso estar de boca e olhos abertos.
Acaba-se a meia-hora e lá vem a minha amiga Shirley com uma máquina enorme. Afinal era mais complexo do que eu tinha pensado (um ou dois cremes e estava feita a festa)...
Começa o filme de terror - porque me põe uma pasta gelada na cara (a mesma que é usada na depilação a laser)e a seguir começa a dar descargas que provocavam dores horrorosas não só na pele mas também nos ossos.
Que pesadelo. Esta técnica deve ter sido inventada numa câmara de tortura. Fui aguentando, por vergonha de gritar e arrepanhar os cabelos, mas quanto aquele suplício acabou disse-lhe logo que: NEVER AGAIN!
Prefiro ficar com a pele qual gelatina pendurada até ao joelhos.
A sério, prefiro ficar um chasso, um cavaco, a voltar a passar por aquilo.
Eu que vou p'ró dentista tão descontraída como vou comprar gelados Hageen-Daz...
E sinceramente não vejo resultados nenhuns que, segundo parece, deveriam ser gritantes.
E no fim de tudo fiquei com a minha auto-estima muito em baixo porque cheguei à conclusão que se tivesse pertencido aos Partisans, não sei quanto tempo teria aguentado...
Não sei, como sou teimosa e persistente talvez o amor à causa fosse mais forte do que a vontade de ficar "eternamente bela"...
Esta não é, de todo, uma das minhas prioridades.

publicado por fpg às 21:43


publicado por fpg às 20:30

Setembro 2008
Dom
Seg
Ter
Qua
Qui
Sex
Sab

1
2
3
4
5
6

7
8
9
10
11
12
13

14
15
16
18
19
20

21
22
23
24
25
26
27

28
29
30


RSS
mais sobre mim
pesquisar
 
Subscrever por e-mail

A subscrição é anónima e gera, no máximo, um e-mail por dia.