DO SENTIDO DADO AOS PASSOS, AOS PASSOS QUE NOS CONSENTIMOS DAR... JAMAIS OS MESMOS DEPOIS DE TRILHAR O DESERTO BRANCO

27
Nov 08

Estou muito decepcionada com o vosso comportamento.

Logo agora que a minha amiga Cláudia me propôs fazermos a viagem à Índia com que ando a sonhar há anos, vocês embicam precisamente para esse país?

Isso não se faz!

Estragarem os meus planos é uma injustiça tremenda e mostra um grande egoísmo da vossa parte...

Com tantos prédios para implodir por esse mundo fora, com tantas pedreiras para rebentar, estradas para abrir, escolas e hospitais para construir, fome para matar, doenças para erradicar, vocês seus energúmenos histéricos, suas antas religiosas fundamentalistas, seus abéculas frustrados, vão colocar bombas em cidades de países onde a morte habita as ruas, onde circular pela cidade nas zonas pobres é o mesmo que levar murros na boca do estômago sem que para tal estejamos minimamente preparados?

Pior que isso, vão colocar as bombas em cafés, cinemas, hospitais de mulheres e crianças, em hotéis?

Malditos sejam!

Querem tornar a Índia ainda mais miserável rebentando-lhe com as receitas do turismo, rebentando-lhe com a economia, tal como fizeram com o Egipto?

Malditos sejam!

E quando lerparem e não encontrarem nem deus, nem maomé, nem virgens à vossa espera o que é que vão fazer? Croché?

Ou fumar ópio e dizer que afinal pelo menos numa coisa o Marx estava certo?

Faço votos muito sinceros para que na próxima encarnação todos os que nesta foram muçulmanos terroristas nasçam retretes públicas; assim viverão sempre rodeados, plenos de "Meca"!


Novembro 2008
Dom
Seg
Ter
Qua
Qui
Sex
Sab

1

2
3
4
5
6
7
8

9
11
13
15

16
17
22

23
26
28
29

30


RSS
mais sobre mim
pesquisar
 
Subscrever por e-mail

A subscrição é anónima e gera, no máximo, um e-mail por dia.