DO SENTIDO DADO AOS PASSOS, AOS PASSOS QUE NOS CONSENTIMOS DAR... JAMAIS OS MESMOS DEPOIS DE TRILHAR O DESERTO BRANCO

19
Mai 08

Em Burma os mortos rondam os 140 mil.
Fora os desaparecidos.
Se os bandalhos, que se governam, não forem controlados, muitos dos vivos engrossarão esta horrenda contabilidade.
Felizmente o Secretário-Geral da ONU não está esquecido deles, ao invés do que parece ter sucedido a grande parte do resto do mundo.
Ainda bem que, desta vez, a máquina noticiosa chinesa está a funcionar na perfeição porque também estão a braços com a ressaca de outra tragédia.
Mas isso está a abafar o "trabalho" do Nargis.
E a ajudar os generais a conseguirem "levar a água ao seu moínho". O preço, esse, será desgraçadamente trágico.

publicado por fpg às 17:19

Maio 2008
Dom
Seg
Ter
Qua
Qui
Sex
Sab

1
2
3

4
5
6
7
8
9
10

11
12
13
14
16
17

18
21
22
23
24

25
26
27


RSS
mais sobre mim
pesquisar
 
Subscrever por e-mail

A subscrição é anónima e gera, no máximo, um e-mail por dia.

blogs SAPO