DO SENTIDO DADO AOS PASSOS, AOS PASSOS QUE NOS CONSENTIMOS DAR... JAMAIS OS MESMOS DEPOIS DE TRILHAR O DESERTO BRANCO

08
Jun 08
Foi o que me aconteceu e a um grupo de amigos.
Saídos de Atenas algumas horas antes e a caminhos de Kalymnos, a primeira paragem deste segundo cruzeiro que vim fazer à Grécia, entre simpáticos turcos, apoiados por dois brasileiros, e gente de outras nacionalidades, eis que nós, 40 portugueses - alguns dos quais parcialmente equipados a rigor -, entre brados de desapontamento exclamações de alegria e manifestações de esfuziante contentamento - pelos golos, claro! -, várias vezes pusemos grupos de pessoas a correr pelo barco fora para virem ver o que se passava na zona do bar.
A selecção jogou bem, podia ter marcado mais, e daqui p'rá frente queremos sempre melhor.
Força malta!
Marimbem nos derrotistas do costume e nos treinadores de bancada e nos velhos do Restelo.
O Scolari, um brasileiro, conseguiu unir os portugueses, como nunca ninguém antes houvera unido.
Aprendam!
Façam!
PORTUGAL!
Os acentos ficam para depois...
É por causa disso que os posts sobre a Grécia estão todos "pendentes".
publicado por fpg às 22:17

Junho 2008
Dom
Seg
Ter
Qua
Qui
Sex
Sab

1
2
3
4
5
6
7

8
9
10
13
14

16
17
21

23
24
25
26

30


RSS
mais sobre mim
pesquisar
 
Subscrever por e-mail

A subscrição é anónima e gera, no máximo, um e-mail por dia.

blogs SAPO