DO SENTIDO DADO AOS PASSOS, AOS PASSOS QUE NOS CONSENTIMOS DAR... JAMAIS OS MESMOS DEPOIS DE TRILHAR O DESERTO BRANCO

15
Mai 08

Em ano de sequelas de La Niña os dramas naturais vão-se sucedendo um pouco por todo o mundo...
Infelizmente, na contabilidade internacional, a Birmânia é um zero à esquerda: a sua posição geográfica não é relevante em termos estratégicos; não tem petróleo, ouro ou diamantes...
Tem, sim, o Povo mais simpático e genuíno que conheci em 22 anos de viagens pelo Oriente. Que se aproxima dos turistas pela curiosidade de conhecer o Outro e não para pedir dinheiro a troco de fotografias ou de nada.
Um Povo de sorriso doce, que vive oprimido e que disso fala entre murmúrios.
Governado por uma corja que os ludibria e finge que é da sua autoria a ajuda que do exterior está a chegar; que após a tragédia primeiro mandou limpar as ruas das casas onde vivem os todo-poderosos generais.
Porque é que a Natureza foi tão madrasta e não "varreu" precisamente essas ruas, limpando-o de vez de tamanha maldição?
Agora, por causa do terramoto em Sichuan, a Birmânia parece ter sido votada ao esquecimento o que é ideal para as bestas (sem ofensa para os animais habitualmente designados como tal) que não queriam a ajuda humanitária dentro das suas fronteiras.
Pelo menos os chineses, apesar de continuarem histericamente a atear "fogueiras" de ódio contra os japoneses com museus da guerra de resistência nos arredores de Pequim, aceitaram toda a ajuda internacional, inclusivé a que será enviada pelo Japão.
Finalmente algum bom senso!
Já que ele carece totalmente ao regime birmanês espero que o drama que os birmaneses estão a viver não seja esquecido.
Em termos humanitários as consequências do Nargis podem ser muito mais devastadoras do que as do terramoto!
Ajudem a Birmânia!

publicado por fpg às 16:31

Maio 2008
Dom
Seg
Ter
Qua
Qui
Sex
Sab

1
2
3

4
5
6
7
8
9
10

11
12
13
14
16
17

18
21
22
23
24

25
26
27


RSS
mais sobre mim
pesquisar
 
Subscrever por e-mail

A subscrição é anónima e gera, no máximo, um e-mail por dia.

blogs SAPO